Acompanhe o JB por e-mail

segunda-feira, 27 de março de 2017

Contra a PEC 287...

MANIFESTAÇÃO EM REALEZA
FECHA RODOVIAS
Motoristas que trafegavam por ali aderiram
Para o Governo Federal, que alega déficit na Previdência Social, a reforma seria para conter o déficit previdenciário. O PEC de nº 287 já foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara mas, como é uma mudança na Constituição, faz-se necessário a criação de uma comissão especial para discutir o tema e dar sequência no projeto.
Por tudo isso, cerca de 300 pessoas entre Sindicato Único dos Trabalhadores
em Educação (Sind-UTE), professores de Durandé, Martins Soares, Alto Jequitibá, Manhumirim, Manhuaçu, Realeza, Matipó e  São João do Manhuaçu realizaram um movimento para se manifestarem e chamar a atenção do povo sobre a proposta de Reforma da Previdência, cuja Proposta de Emenda à Constituição de nº PEC 287/2016, entre às 8 e 10h30 da manhã desta
segunda-feira, dia 27 de março.
Grande parte dos caminhoneiros que transitavam pela rodovia aderiam ao movimento durante o ato e fizeram um buzinaço em apoio e a movimentação
só não durou até o meio dia porque a chuva que caía dificultou mas, mesmo assim, segundo os organizadores, o recado foi dado. 
Os manifestantes usaram cartazes e faixas para esclarecer para a sociedade o que pode mudar,
caso a PEC seja aprovada.
Para evitar longas filas de engarrafamento, a interdição da pista era feita por algum tempo, depois liberada por minutos e isso foi repetido durante o movimento e os motoristas recebiam panfletos orientadores e explicativos a respeito do objetivo do movimento de ser, entre outras mudanças propostas pelo governo federal, contra alterações como a criação da idade mínima de 65 anos para aposentadoria de homens e mulheres e a contribuição por 49 anos...
Toda a movimentação foi acompanhada de perto por policiais da PRF (Polícia Rodoviária Federal) e nmão houve qualquer tipo de desordem, vandalismo ou violência. Tudo correu na paz e tranquilidade...

Veja mais fotos da movimentação

















***

Nenhum comentário:

Postar um comentário