Acompanhe o JB por e-mail

quinta-feira, 30 de abril de 2020

UM DESCASO QUE CAUSA PROBLEMAS

PREFEITURA E SAAE CAUSAM
PROBLEMAS EM PROPRIEDADE

O SAAE é uma autarquia da Prefeitura Municipal de Ipanema e vem realizando um bom trabalho com relação ao saneamento básico na cidade. Um exemplo disso é a retirada dos esgotos que caiam no córrego Roça Grande, que corta boa parte da cidade e que exalava um mau cheiro que incomodava quem passasse ou que mora à margem do córrego, agora quase todo correndo em canalização, acabando aquele cheiro horrível de antes...

Apesar desse bom trabalho, há o outro lado em que moradores são prejudicados por falta de manutenção de parte da rede de esgotos e de águas pluviais. E todos esses líquidos são despejados no Rio José Pedro, sem tratamento, ainda, passando por dentro de uma  propriedade, no centro da cidade.

O prejudicado é Daniel de Souza Dutra e vizinhos seus, na Praça Joaquim de Abreu, com quem conversamos para saber a dimensão do estrago em sua propriedade e constatamos que é bem maior do que se poderia imaginar.

Boa parte do terreno foi sendo destruído quando os tubos de concreto que chegavam até à beira do rio foram sendo destruídos pelas águas e dejetos, e Daniel conta que chamou a atenção do pessoal do SAAE e da Prefeitura mas nada foi feito. Apenas foram até, fizeram algumas medições e ficou só nisso.

E continua o problema, pois plantações estão sendo perdidas com o assoreamento da área, a desvalorização do terreno também é um dos problemas que preocupam os proprietários daquele local. 

Uma parte da área já está condenada e pode ruir a qualquer momento caso nada seja feito para, pelo menos, diminuir o problema que está afetando não só a família de Daniel, mas, também de outras pessoas que moram ali.

Parte do terreno foi literalmente levado pelas águas do rio que passa ao fundo e onde a canalização dos esgotos e pluviais despejam tudo o que vem da cidade.

Vejam mais fotos do lugar...




 




















segunda-feira, 6 de abril de 2020

QUEM SERÁ O NOVO PREFEITO DE IPANEMA?


As mudanças pré-eleitorais já 
estão acontecendo em Ipanema. 




Primeiro, o prefeito Dr. Walter Paulo de Oliveira que, após anunciar que seu vice nas próximas eleições seria Alberto do Lilico, mudou de ideia. Chegaram a sair às ruas, conversaram com muita gente e estavam sendo aceitos com tranquilidade pelo povo. Aí veio a mudança e Dr. Walter e Alberto foram um para cada lado.



Alberto por sua vez assumiu a presidência do PRTB (28) e se lançou pré-candidato à prefeitura de Ipanema e convidou para ser seu vice o empresário Gerciel Gomes, irmão do prefeito de Taparuba, e vem conseguindo aliados em todas as esferas do município e pode ser a surpresa nas próximas eleições.



Como é sabido em todo o município, Julio deverá ser candidato e terá como seu vice o primo Almir Khulman, o Mizinho.
Com certeza mais mudanças ainda virão por aí e até às eleições muita coisa pode acontecer.







Uma das mais recentes mudanças, foi a adesão do vereador Adriano Bernadino, que se aliou ao grupo do ex-prefeito Julio Fontoura, como mostra a foto...





O Dr. Walter ainda está sem o seu vice. Soube-se que tem procurado algumas pessoas influentes na cidade para compor com ele, mas até agora nada.




Outro que, dizem, será candidato, é o Dr. Jairo Coelho, hoje radicado em São Mateus no Espírito Santo. Jairo foi prefeito de Ipanema por três mandatos, mas muitos acham que a vez dele já passou e que é muito difícil uma nova eleição para ele tentar e ganhar.




Não sei se em outros lugares é assim: cada vereador em Ipanema tem um deputado estadual e até um federal para quem pede votos e em troca, em contrapartida, recebe uma quantia (R$ R$ R$) para ir em busca de votos para si e para o deputado que o apoia e vice-versa. Talvez seja essa a razão de quase ninguém se interessar pelo município!

A mais recente mudança foi a do vereador Jeferson Abdala, o Jefinho, que passou a apoiar Alberto/Geciel e até filiou-se ao PRTB, partido que tem na sua direção o Alberto do Lilico e que está cotado também para ser o novo prefeito de Ipanema, enfrentando os prováveis candidatos Dr. Walter (que tem a máquina pública nas mãos mas não tem, ainda, um vice); Julio Fontoura (que já foi prefeito por dois mandatos mas não agradou a todos); Dr. Jairo Coelho (prefeito por três mandatos e, dizem, vai voltar forte).



A gente torce para vencer quem tiver o melhor para Ipanema. Vamos aguardar pelos próximos dois meses e ver o que ainda está por vir! (CV).

Visite nosso site: www.jornaldebolso.com

quarta-feira, 1 de abril de 2020

O efeito coronavírus no comércio

O negócio, hoje, é vender à distância
enquanto o covid-19 não for embora.

Para contornar a fuga de consumidores por causa da epidemia do covid-19 e a quarentena determinada por lei, o comércio em geral está usando a internet e as redes sociais para minorar o problema que é a fuga dos consumidores em favor do seu negócio.

Nos últimos dias, o comércio passou a sentir de perto os impactos da pandemia, com o sumiço de consumidores das ruas com o início da quarentena determinada por lei.

O uso da entrega em domicílio, liberada pelo governo estadual e pelos municípios (em alguns, como Ipanema "alguns" não essenciais também foram beneficiados) para não impactar tanto o caixa de restaurantes, bares e lanchonetes, listados como estabelecimentos que não podem abrir ao público.
E os pequenos considerados não-essenciais, como vestuário e calçados, normalmente lojas pequenas, mas que tem compromissos a saldar como disse Evelyne Araújo (Araújo Variedades), que convocou uma carreata para tentar sensibilizar o prefeito e ele liberar para que todos pudessem trabalhar, abrir suas lojas. Só que não apareceu ninguém!

Vários comércios estão atendendo sua clientela através de meia porta aberta e outras usam seus sites e páginas nas redes sociais com vendas à distância. "O que não dá -disse Evelyne- é sua loja parar de faturar de repente e com tantos encargos e compromissos a saldar". O comércio lojista depende exclusivamente de seus clientes e se parar, deixar de dar a atenção com o cliente está acostumado e, se parar, corre o risco de ser esquecida por quem elas dependem para faturar.

Mas, cumprindo ordens, a Polícia Militar acaba por mandar fechar asa "meias portas" com o aviso de que voltar a funcionar podem receber uma multa da prefeitura no valor de R$ 1 mil!

Como fazer para diminuir as perdas provocadas por essa quarentena?  O ideal é manter sua empresa em evidência com ações diferenciadas, olhando para o comportamento do consumidor até que tudo volte à normalidade.

Você, comerciante, pode fazer disparos no WhatsApp de panfletos com listas de produtos que se encaixem nas preferências dos clientes com preços, descontos, prazos de entrega e parcelamentos diferente dos seus concorrentes.

Uma sugestão é parcelar a venda no crédito, no cartão, com prazo para pagar a partir do momento da venda após 30 dias ou a combinar com o cliente. Além de estimular a compra, pode render a antecipação desse recebível em um momento turbulento como o que estamos atravessando

Cadastrar sua loja em marketplaces, que são, as plataformas de venda on-line do tipo Enjoei, Mercado Livre ou Elo7, e outros, resolvem a questão da logística para os pequenos, seja ela própria de cada empresa ou via Correios.

O próprio comerciante pode montar campanhas onde ele mesmo fará a entrega, uma vez que está de 'folga' forçada porque não pode abrir a loja. Com isso, o consumidor economiza no frete e ainda se sente mais próximo.

O momento, agora, é de usar a criatividade, criando ofertas de produtos para os clientes ligadas à situação atual e que chamem cliques nas vendas à distância: em vez de roupa de festa, vender "roupa-de-ficar-em-casa", como pijamas. Ou, com a higienização de ambientes em alta, montar "kits anti-coronavírus", com produtos de limpeza a preços acessíveis.

Agora, nesse momento, não dá para saber quanto tempo certos produtos vão ficar em estoque: uns podem render, mas outros podem ficar ultrapassados. O que der para o pequeno lojista fazer, seja dando descontos ou barateando preços para pelo menos repor o caixa que pode ficar descoberto por tempo indeterminado, faça. O negócio é se adaptar.

Para não perderem seus clientes, claro, mas ao mesmo tempo, ajudá-los a continuar vendendo, pequenos comerciantes de moda infanto-juvenil estão se reinventando e mantendo os negócios paralelamente às ações de combate ao vírus.

Em Ipanema, mercados como o Atacadão e o Smart, com grande movimento de clientes em dias normais, agora reduzidos devido ao coronavírus, estão divulgando para que seus clientes usem seus canais de venda a distância via telefone e aplicativo.

O inverno neste ano deve chegar mais cedo e o pequeno lojista deve ter produtos da época em seu estoque, pois na mudança de clima a resposta costuma ser bem intensa, como ocorreu no início do mês de março. Para isso, além de utilizar os canais a distância como WhatsApp, televendas e e-commerce, para fazer suas reposições, o ideal é manter a comunicação através das redes com seus clientes.

Fonte: (Texto original) Diário do Comércio
          (Texto modificado) Claudio Vianei/JBO

quinta-feira, 26 de março de 2020

Polícia Civil prende naturopata. Crime: remédio contra covid-19

Foi preso em flagrante na manhã da segunda-feira, dia 23 de março, em sua casa, o naturopata Lucimar G. Rodrigues, 38 anos, acusado do crime de falsificação, alteração ou adulteração de produto destinado a fins medicinais ou terapêuticos.

Lucimar alega que vem sofrendo perseguição por ter criado um produto que cura o câncer, que, segundo ele, está comprovado em vários depoimentos de pessoas que adquiriram o seu produto, através do Facebook, que é seu principal canal de divulgação.

Fomos até às páginas do Facebook e, realmente há vários depoimentos de pessoas que dizem ter sido curadas de diversos tipos de câncer...

Recentemente ele disse em entrevista ao JBO (Jornal DeBolso Online) que estava sendo processado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e que deveria prestar depoimento no final deste mês no Fórum da Comarca de Ipanema.

Ele conta que sempre estudou plantas medicinais e que tem o registro de NATUROPATA que lhe dá condições de exercer a profissão.
De acordo com seu depoimento ao JBO, tudo tomou um rumo diferente quando sua mãe foi diagnosticada com câncer e os médicos deram a ela poucos meses de vida. Ele começou então uma luta contra o tempo para salvar a mãe que padecia com a doença e, de acordo com ele, conseguiu curá-la. Passou então a distribuir gratuitamente sua descoberta e afirma que curou muita gente com seu produto. A mãe dele morreu recentemente com febre maculosa que teria contraído ao ir pescar na beira do rio.

Mas, o que chamou a atenção das autoridades, ao investigar, é que Lucimar estaria comercializando medicamentos que prometiam a cura do novo coronavírus o covid-19. O nome que ele deu ao que produziu é Imunotex Plus, vendido por R$ 30,00 e adquirido, também, através do Mercado Livre ou pelo seu WhatsApp.

Com autorização judicial, a Polícia realizou busca na casa dele e apreendeu computador, impressora, grande quantidade de produtos embalados para venda, garrafas com produtos, embalagens vazias, plantas, rótulos, comprovantes dos correios das postagens que fazia e dinheiro.

Lucimar foi preso em flagrante e, juntamente com todo o material apreendido foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Ipanema e não mais para Caratinga como até bem pouco tempo era feito. (Com informações da Polícia Civil)

ATUALIZANDO:
Agora à noite Luciano (25mar2020), de acordo com o noticiário, que estava em prisão temporária, teve mudado para prisão preventiva. Com isso fica-se sem saber quando ele poderá deixar a cadeia pois não há prazo para esse tipo de prisão ser revogada e o detento ser solto. (Claudio Vianei)

domingo, 22 de março de 2020

Coronavírus: anunciada a sua cura!

Descoberto remédio 
que cura o coronavírus?

Apesar da boa notícia de que pode ter sido descoberto o remédio que cura o covid-19, é necessário alertar a população para não se automedicar, por favor!

Apesar dos bons resultados que a hidroxicloroquina está trazendo nesses testes pilotos, não é pra ficar comprando sem prescrição médica!

Muitos pacientes com doenças reumatológicas estão ficando sem a medicação de uso contínuo pela compra desenfreada causada pelo pânico da população.

Hidroxicloroquina não é um simples paracetamol, não se compra sem ter sido prescrito por um médico, por favor, não cometam exageros e nem se automediquem. É perigoso. Sejamos menos egoístas uns com os outros.

Viajar é bom e faz bem, mas muda tudo, em ocasião como a que estamos atravessando. Cancelam-se viagens, estadias já reservadas, transtornos os mais variados, mas é necessário tudo isso para quqe não se acabe com pessoas contaminadas e sujeitas a internações e até correndo o risco de morte.

Daqui, de nossa parte, pedimos a todos que tenham responsabilidade, que fiquem em suas casas e tomem medidas preventivas para a não transmissão desse coronavírus.

Pode até não parecer para muita gente, mas a coisa é muito séria mesmo. O que mais nos assusta são as cenas grotescas, de pessoas se estapeando nos supermercados por causa de água e comida. Isso acontece nos Estados Unidos, um país que é considerado de primeiro mundo.

No Brasil, por conta de informações desencontradas e de 'fakenews' muitas pessoas ficaram desesperadas. Está faltando álcool gel e máscaras. E, quando são encontrados os preços estão estratosféricos. São empresários inescrupulosos abusando dos preços

Em Minas, ainda está tranquilo em relação aos supermercados, porém já falta álcool gel e nem por preço acima do normal está sendo encontrado.
Em Ipanema, a prefeitura, através o prefeito Dr. Walter Paulo de Oliveira, publicou decreto determinando o fechamento do comércio (especificando quais) mas há reclamações de produtores rurais que dependem do comércio ligado a alimentação do gado, insumos, remédios, e essas lojas não foram contempladas, assim como médicos veterinários com a possibilidade de abrirem nos período que descreve o decreto municipal.

Milano, cidade italiana onde tudo começou, distante cerca de pouco mais de uma hora de viagem da Suiça, é o maior foco da Europa, de acordo com uma moradora da Suiça pela internet. A situação é muito séria e preocupante, a quantidade de Italianos que trabalham na Suiça é muito grande e tudo muda muito rapidamente, a Inglaterra também já entrou no pacote!
É ela quem diz: "Não podemos mais atravessar as fronteiras com a Itália, amanhã, segunda-feira só abrirão as  farmácias e os supermercados que, como aí, estão vazios! Que Deus nos guarde e que tudo isso tenha fim rapidamente, mesmo sabendo que é só o início"...

Com relação ao medicamento chamado HIDROXICLOROQUINA, citado em reportagens e até pelo presidente da República, vamos manter a calma. Porque ainda falta testar a longo prazo. É bom que cure os pacientes sim, mas, quanto tempo terão que continuar a tomar esse remédio e se essas pessoas podem ainda transmitir o virus.

São perguntas importantes a serem respondidas pela observação dos envolvidos nas pesquisas quem sabe, até nas próximas semanas. Enquanto isso vamos às quarentenas, ficar em casa o máximo possível.
A quarentena deve continuar ainda por uns dois a quatro meses e, para evitar superlotação nos hospitais, vamos ficar em casa!.

E, se for mesmo, o resultado que todos esperamos, os laboratórios ainda vão precisar produzir esse remédio em massa. E tudo leva um bom tempo para liberarem as vacinas em todos os países. Ate lá lavar as mãos, não sair de casa, evitar aglomerados, baladas, festinhas, bailes e shows.

UM ALERTA
A HIDROXICLOROQUINA ainda não é cura! 
A medicação é extremamente cuidadosa, com efeitos colaterais gigantescos, inclusive podendo causar surdez e paralisação de órgãos! Só é usada para casos gravíssimos.
Não se automediquem. É muito perigoso!

No meio da semana que passou, um caso suspeito de coronavírus apareceu na cidade. Um homem, ajudante de caminhoneiro, vindo de Itaperuna, Estado do Rio de Janeiro, apresentava os sinais característicos da doença e, após procurar auxilio médico em um PSF na cidade, foi encaminhado ao PAM (Pronto Atendimento Municipal), medicado e orientado a ficar em quarentena em sua residência, na sua cidade, como mostra o boletim da Secretaria de Saúde de Ipanema, aí ao lado...   (Claudio Vianei)