Acompanhe o JB por e-mail

segunda-feira, 30 de maio de 2016

"Sonhos reais", filmado com uma só câmera!

"Sonhos Reais":
O filme de uma só câmera!
MANHUAÇU É CENÁRIO
DE CINEMA ÉPICO


Conde Antonio (radialista e ator no filme) e o idealizador e cineasta Teógenes Nazaré

Teógenes Nazaré, cineasta mineiro de Manhuaçu, conta a história de José do Egito com apenas uma câmera, faz um belo trabalho cinematográfico e produz o primeiro filme épico no Brasil narrando o antigo testamento. Ele foi o pioneiro!

Com apenas uma câmera na mão, uma ideia na cabeça e sem dinheiro, o cinegrafista Teógenes Nazaré, contou com a participação de mais de quinhentos moradores da própria cidade atuando como atores voluntários, para implementar uma grande obra jamais vista na história do cinema .

O filme ''Sonhos Reais'', é baseado na emocionante história de José do Egito. A saga é contada através de uma velha Bíblia encontrada em uma lixeira por um menino de rua que, em seguida, encontra um velho mendigo que lhe conta uma história emocionante: a de José do Egito Egito.

Como surgiu a ideia...
Teógenes Nazaré arriscou para fazer um filme sem orçamento e usou de criatividade e muito material de reciclagem, produzindo cenários, figurinos e a trilha sonora original, que vem arrancando elogios de cineastas, jornalistas e usuários de internet. A entrevista com trailer oficial do filme foi lançado no youtube, e está disponível para qualquer pessoa que queira saber mais sobre o projeto.

Teógenes Nazaré - diretor e produtor do filme- em entrevista pela primeira vez desde que iniciou as gravações, disse que a idéia para o filme surgiu quando comprou sua primeira câmera (uma Panasonic VHS). Com ela começou a fazer reportagens para ajudar familias e entidades carentes através de um programa de solidariedade na TV local. Percebendo que as necessidades eram ainda maiores, resolveu em 2003 reunir pessoas volutárias de todas as classes sociais da própria cidade para frazer um filme. Por se tratar de um projeto de ajuda humanitária, já concluídas as gravações em 2011, Nazaré esperava apoio de recursos para uma boa edição e lançamento do trabalho. Esses recursos foram finalmente conseguidos através de alguns empresários, liderados por Laurentino Xavier, através de uma conversa com Paulo Timóteo, um dos atores voluntários.   

No ano de 2011, Teógenes Nazaré disse " tivemos a satisfação de receber uma equipe da Rede Record-Minas, para divulgação nacional, coisa que não aconteceu... aí, continuamos na expectativa de ajuda de alguma pessoa enviada por Deus... e foi o que aconteceu!".O filme está agora em fase de acabamento e breve teremos mais informações sobre a obra!

Quem é Teógenes Nazaré
O Téo, como os amigos o chamam, é um cara polivalente. Ele é músico (dos bons), vocalista, cinegrafista, radialista, repórter entre outras atividades, além de ser respeitado ma comunidade por ser um prestador de serviços à comunidade.
Trabalhamos juntos na Rádio Manhumirim nos anos 1986, na Rádio Manhuaçu fomos colegas na emissora, seu programa comunitário na TV Catuaí fez história resolvendo problemas sociais os mais diversos.
Para o Téo desejo o sucesso que ele merece, não só pela criatividade, vontade de acertar e de dar oportunidades. Que seu filme aconteça e seja o sucesso que nós queremos que seja! 
(por Claudio Vianei)


Algumas cenas do filme que está em fase de acabamento

*****

Eu sou contra o auxilio reclusão!

Eu sou contra o auxilio reclusão!


Sabem por que? Porque sempre os direitos humanos só se lembram de um lado, o dos criminosos. O outro, o das vítimas, não merece ser lembrado, não merece respeito? O preso só tem direitos, mas quando chega na hora dos deveres vem os direitos humanos e facilitam tudo para eles
.
Ninguém vira bandido de um dia para outro, portanto dizer que a pessoa é o arrimo da família não conhece as estatísticas de que em 70% das famílias, as mulheres são o arrimo da família.
Por que então esse pessoal não vai trabalhar, gente?. O negócio é tão bom que o governo acha que o bolsa família é emprego, mas não é... Será que só ele não percebeu?

Sou contra o bolsa família do jeito que ele é: por não dar obrigações a quem dele se serve, passou a ser meio de vida para pessoas que usam e abusam do nosso dinheiro... Na minha opinião acho a ideia em si boa, mas há vários ''poréns" a serem levados em consideração. Deveria ser usado esse recurso do governo apenas para pessoas comprovadamente estejam desempregadas e por tempo limitado, ou seja, até que a pessoa estivesse em outro emprego, mas o benefício não poderia ultrapassar seis meses. Outro caso: deveria servir de uma ajuda para quem ganha pouco e não para que vive dela (grande parte dos beneficiados é assim), se dentro dos 180 dias a pessoa não conseguisse o emprego

Trabalhar, que é bom, ninguém quer e muito menos o governo, ao não investir no país...
Basta vermos a quantas andam a economia por aqui. Empregados sendo demitidos, fábricas e comércio fechando as portas por falta de investimentos. Só no estado de São Paulo foram demitidos mais de 51 mil funcionários (dados da fiesp e ciesp) e mais de 11 milhões estão desempregados no país. Imaginem no Brasil todo, onde esses funcionários demitidos vão trabalhar se o governo não investe?

Em 2015 vimos muitas empresas demitir em massa muitos funcionários, usinas, fábricas  e mesmo o comércio estão na mesma situação... Grandes empresas estão cerrando suas portas pela alta da inflação, falta de consumidores e a grande carga de tributos impostos pelo governo a todos nós. E em 2016 não está sendo diferente.

Agora, qual a coerência que existe um homem que trabalha para sustentar uma família ganhar o salário mínimo que é mínimo mesmo e o auxilio reclusão ser maior? Não tem! Isso é, no mínimo, achar que quem trabalha não tem valor algum. Por que o preso não pode trabalhar? Já pagamos, por cada preso, uma fábula, em torno de R$2 mil e nos vem o governo, agora, com mais quase R$ 1 mil por cada presidiário? Desculpem, mas algo está muito errado.

E o trabalhador honesto, onde está qualificado nessa distribuição? Sim, porque somos obrigados a contribuir com o INSS por 35 anos e no final recebemos só metade do salário que contribuímos (e a outra metade desaparece) e temos o quê do governo?

A Saúde está igual um lixo, a segurança, idem, a educação, hoje a pior de todos os tempos! Então, quando vão começar a olhar por nós?  Porque os políticos, por exemplo, não começam a pagar seus gastos como a agua, luz, telefone, gás, passagens de avião, gasolina, com o próprio salário e não jogar nas costas do povo pra pagar, como faz por exemplo, o político americano, onde o próprio presidente paga seu cachorro quente que pedir? Verdade! Barack Obama e família, se quiser fazer um lanche, comer um cachorro quente ou almoçar em restaurante, a despesa sai do seu bolso e não do contribuinte!

Aqui a presidente afastada do mandato, pelo Congresso, por acusações de vários crimes, ganha R$ 30 mil por mês, tem à sua disposição um palácio para morar, seguranças pessoais, avião da FAB para viajar pelo país, alimentação, uma assessoria pessoal, com tudo pago por nós, pagadores de impostos, para eles viverem do bom e do melhor. Uma vergonha para nós brasileiros!

Uma pergunta para os nossos políticos: por que o governo não começa a pagar os próprios gastos com os tais cartões corporativos, que são aqueles gastos altíssimos que nem sabemos com o que, mas que somos nós que pagamos? Mas isso ninguém mexe. Por que ministros, juízes e políticos não abaixam seus salários ou aumentam de acordo com os dos aposentados?   Você, que me lê, pode imaginar eles fazerem isso... Não farão! São eles aumentam os próprios salários o quanto querem, mas quando chega na hora de aumentar o do trabalhador, o povo que rala, que somos nós, o povo, que pague todas as contas, enrolam para dar um aumento de R$ 80, uma mixaria! Ao meu ver, está na hora de mudar isso.

Infelizmente a gente não tem uma ideia sobre como mudar. A cada dia que passa surge uma nova safadeza dos políticos que foram eleitos para nos representar e a justiça não coloca esses caras na cadeia! Todos os dias uma nova denúncia, uma nova gravação, um novo criminoso na área, um novo comentário malicioso contra quem está tentando colocar as coisas nos eixos. Isso sem falar nas ameaças de morte contra essas pessoas.

Vivemos hoje em um país que tinha tudo para estar igualado aos melohores do mundo e estamos, por culpa dos governantes, servindo de chacota em países outros por aí. Em Israel, nos EUA, na França e até em Portugal o Brasil virou piada. Programas de TV deitam e rolam em cima das besteiras ditas pela ex presidente; o ex-presidente Lula é outra figura constante nos programas humorísticos lá fora. Aqui nem é preciso dizer, né?

Estamos em um governo provisório, querendo ser efetivo, mas, a cada dia que passa o que vem na mente de todos nós é que isso está ficando difícil pois o político brasileiro se acostumou a "trocas" (me dá isso que eu te dou o voto, me dá um ministério e voto no seu projeto, e por aí vai), o que é uma baita sacanagem que fazem com o povo que os elegeu.

Mas, vamos torcer para que as coisas mudem para melhor e que o emprego volte a ser oferecido aos trabalhadores, que são quem deveria ser valorizaado nesse país. Rico de pessoas boas e pobre de pessoas que nos representam.

Você quer um país honesto?
Seja honesto você também!

(Claudio Vianei)

Aconteceu: PT conseguiu transformar em uma favela a fachada do Alvorada

Militares estão preparados para retirar estudantes e “educadores” que ilegalmente ocupam o Palácio do Planalto
10 de maio de 2016
favela palácio do planalto
Depois de mais de uma década de favelização de nosso país, pode-se dizer que o PT fecha seu ciclo com chave de ouro. Afinal, conseguiu transformar em uma favela a fachada do prédio que simboliza o poder máximo de nosso país. Dilma vive um delírio diuturno e parece crer que convocando movimentos sociais pode de alguma forma impedir que se faça justiça no que diz respeito aos crimes cometidos por sua administração.

Fazem parte do grupo que agora ocupa o prédio representantes da UNE (União Nacional de Estudantes), Ubes (União dos Estudantes Secundaristas), CMP (Central de Movimentos Populares), MNLM (Movimento Nacional que Luta por Moradia), CUT (Central Única de Trabalhadores). No início do movimento havia cerca de 200 pessoas. Mas, no momento, segundo informações recebidas pela revista Sociedade Militar, no Palácio, estão aproximadamente 30 pessoas.

A sujeira característica dessa gente não é pouca. São do mesmo tipo daqueles que protagonizaram ha poucos dias o nojento protesto contra Jair Bolsonaro. Por isso acredita-se também que, assim que Dilma cair, porem tentar vandalizar o máximo possível o patrimônio público que estiver ao seu alcance.

soldados dragões guarda palacio ocupação movimentos golpe
Os militares permanecem em silêncio. Mas, sabe-se que já há preocupação com o episódio. É obvio que não há qualquer possibilidade desses movimentos permanecerem no local. Espera-se que sejam inteligentes o suficiente para se retirar pacificamente. Mas, se for necessário, um grupo pequeno de militares rapidamente retirará os ativistas do segundo pavimento do Palácio do Planalto. Esse tipo de gente adora uma fotografia sendo arrastado por um soldado e é apenas isso que terão.

Nessa manhã de terça-feira o país amanheceu com várias estradas fechadas. A esquerda dá seus últimos suspiros. Contudo, acredita-se que a chiadeira vai acabar rapidamente. A única opção da militância esquerdista, o chamado “exército” de Lula, é agir em pontos isolados. Se empreenderem um grande movimento, que realmente ameace a segurança da sociedade, sabem que serão rapidamente desbaratados e detidos.

Em Realeza, Distrito de Manhuaçu, a rodovia BR-116 foi fechada por grupos defensores da permanência de Dilma no poder

Revista Sociedade Militar










Melhores salários para nossos vereadores!

 POR MELHORES SALÁRIOS
Para nossos vereadores e professores
Se é para trabalhar para e pelo povo é justo!

Há cerca de dois meses comentei sobre os salários dos políticos e também sobre as câmaras municipais (como a de Oliveiros/MG e outras) onde os salários dos vereadores que seriam reajustados para R$ 7 mil e o povo não concordou e foi para as ruas e para a reunião da Câmara no dia da tal votação. A pressão popular fez com que os vereadores, ao invés de aumentar, reduziram seus salários para R$ 900...
Por que nossos vereadores, em uma cidade de pouco mais de 19 mil habitantes tem que receber mais do que ganha um professor, por exemplo, que trabalha o mês inteiro, enfrentando muitas das vezes dois empregos para ganhar pouco mais de R$ 1.500.
Comentei com um dos nossos vereadores e ele está de acordo que seja diminuído, sim, o salário dos vereadores de Ipanema...
Pensando nisso estamos lançando, a partir de agora, a campanha em prol dessa ideia...

Você pode opinar, dar sua sugestão sobre essa ideia...

Você acha justo um vereador ganhar mais do que um professor?
Qual a sua opinião?

Responda a apenas uma pergunta:
QUANTO DEVE GANHAR UM
VEREADOR EM IPANEMA?
 
A - Salário igual ao do professor municipal
.

B - Salário mínimo do trabalhador
.

C - Cinco salários mínimos
       (
como recebem atualmente)

Sua participação é muito importante. PARTICIPE!


quinta-feira, 19 de maio de 2016

Dois anos do ‘Aprende Brasil’ em Manhumirim

Melhorias no aprendizado marcam dois
anos do ‘Aprende Brasil’ em Manhumirim

A implantação do Sistema Aprende Brasil está completando dois anos em Manhumirim,contabilizando excelentes resultados refletidos da absorção do
conhecimento por parte dos 
estudantes em sala de aula. 
                  À esq., o Coordenador Regional Pedagógico da Editora Positivo, Silvio Alexandre; 
      Prefeita Darci Braga; Secretário Municipal de educação, Josimar Veiga, e o executivo
comercial da Editora Positivo, Hildebrando Souza.

O Sistema Aprende Brasil foi desenvolvido pela Editora Positivo para atender as escolas da rede pública de ensino básico, por meio da gestão das Secretarias de Educação. Por meio do convênio, os educadores do município contam com orientações sobre o material didático e a utilização dos conteúdos disponibilizados no Portal Aprende Brasil – espaço onde a Secretaria de Educação e as escolas integram a internet aos ambientes de ensino e aprendizagem. Além disso, recebem, ao longo do ano, assessoria pedagógica e acompanhamento permanente via e-mail, fax e telefone
A solução educacional oferece Livros Didáticos Integrados, da Educação Infantil ao Ensino
Médio; Portal Aprende Brasil – que favorece a inclusão digital na educação dos municípios-;
Assessoria Pedagógica - que contribui para a formação continuada dos professores e a
implementação do sistema-. Há também o SIMEB, que possibilita monitorar os resultados
alcançados e desenvolver planos de ação e o hábile - para realizar avaliações do desempenho dos alunos. Atualmente, o Sistema de Ensino Aprende Brasil está presente em 2.300 escolas públicas, fazendo a diferença na vida de 490 mil alunos de mais de 245 municípios brasileiros.
No último dia 10, a prefeita do Darci Braga visitou o estande da Editora Positivo, durante a
XIX Marcha dos Prefeitos à Brasília. O evento, que reúne governantes dos municípios de todo o país na capital federal, foi realizado no CICB (Centro Internacional de Convenções do Brasil) e reuniu mais de duas mil pessoas, entre prefeitos, políticos e demais governanças dos municípios...  (Assessoria de Imprensa)


Ir para o Jornal DeBolso

terça-feira, 17 de maio de 2016

As atenções estão todas voltadas para os novos ministros...


As atenções estão todas voltadas para os novos ministros e suas atitudes para poder, ou tentar, sanar os problemas deixados pelo governo Dilma/PT
Todos os olhos estão voltados para a coletiva de imprensa que Henrique Meirelles, ministro da Fazenda, concederá nesta manhã de terça-feira, dia 17. O mercado espera pela confirmação de Ilan Goldfajn na presidência do BC, enquanto Carlos Hamilton, Marcos Mendes e Mansueto Almeida devem compor a equipe do novo ministro.
Na noite de segunda-feira, dia 16 de maio, foi anunciada a economista Maria Sílvia Bastos na presidência do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), em substituição a Luciano Coutinho. O atual secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, assumirá o mesmo cargo no Planejamento. Tarcísio Godoy foi confirmado na sexta-feira, dia 13, como secretário-executivo da Fazenda.
Nomes para os comandos de Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal podem ser anunciados oficialmente e também influenciariam no comportamento dos investidores domésticos.
Interlocutores do presidente em exercício Michel Temer estudam o nome de Pedro Parente, ex-ministro da Casa Civil e do Planejamento durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, para assumir a presidência da Petrobras, substituindo o atual comandante Aldemir Bendine, segundo os jornais Folha de São Paulo e Valor Econômico.
Nos mercados internacionais, as bolsas chinesas encerraram em queda com receios de que o país pode reduzir seus estímulos monetários em meio a dificuldade da economia local em ganhar força.
As bolsas europeias operam no patamar positivo e os índices futuros norte-americanos oscilam próximo da estabilidade à espera da divulgação de indicadores econômicos. O preço do petróleo tem leve alta em Nova York e discreta desvalorização em Londres.
O índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos será publicado às 9h30m (horário de Brasília) e o indicador de produção industrial do país será divulgado às 10h15m (horário de Brasília).
O poder e a economia
Conta mais – O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, anuncia nesta terça-feira (17) os nomes para a sua equipe, do presidente do Banco Central e dos executivos que vão comandar os bancos públicos. Uma coletiva de imprensa está marcada para às 8h30m.
Plano B - Henrique Meirelles já estuda um plano B caso seja necessário uma fonte extra de receitas para ajudar na arrecadação do governo. Ao invés da volta da polêmica CPMF, haveria um aumento da Cide, contribuição sobre os combustíveis. A medida é vista por Michel Temer como um “remédio menos amargo” e tem maior aceitação entre parlamentares. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.
Esqueletos? – O ministro do Planejamento, Romero Jucá, tem reunião no BNDES para discutir os problemas no banco. O governo de Michel Temer anunciou ontem que escolheu a economista Maria Sílvia Bastos para assumir a presidência do banco de fomento. 
Sem desconto - A equipe econômica do ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, quer acabar com abatimentos fiscais. Com o possível adiamento da votação da meta fiscal deste ano para a próxima semana, o time do ministro se vê obrigada a recomendar um corte adicional nas despesas, em um valor que pode parar o governo, caso o Congresso não aprove a revisão da meta até o fim deste mês. A equipe também deseja fixar as metas anuais sem qualquer possibilidade de abatimento. A informação é do jornal Valor Econômico.
Corrupção - Os acordos com empreiteiras envolvidas na Lava Jato, iniciados pela administração da presidente afastada Dilma Rousseff, devem ser suspensos pelo governo interino do presidente em exercício Michel Temer. Temer quer primeiro a definição do marco legal para sustentar negociações de leniência com as empresas. A informação é do jornal Folha de S.Paulo.
Agenda do impeachment – O senador Raimundo Lira (PMDB-PB), presidente da Comissão do Impeachment, e o relator, Antonio Anastasia (PSDB-MG), se reúnem com o presidente do STF, Ricardo Lewandowski, para discutir o processo contra a presidente Dilma Rousseff. 
Altamir Lopes – O diretor de Política Econômica do Banco Central, Altamir Lopes, participa nesta terça-feira da reunião trimestral com economistas no Rio de Janeiro.
Defesa de Cunha – A Comissão de Ética da Câmara ouve o depoimento de Tadeu de Chiara, testemunha de defesa do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha. Chiara é professor de Direito e advogado de Cunha. 
Combustível – A Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado tem reunião deliberativa com 15 itens, entre eles o PRS 55/2015, que fixa alíquota máxima de 12% de imposto para o querosene de aviação.
Investigação – A CPI do HSBC no Senado, encarregada de investigar contas não declaradas de brasileiros na Suíça, apresenta e vota o relatório final. 
Votação – A Câmara pode votar medidas provisórias que trancam a pauta da casa: a MP 706, que aumenta o prazo para as distribuidoras de energia assinarem contrato com o Ministério de Minas e Energia para estender a concessão de serviço; a MP 708, que autoriza a União a reincorporar trechos de malha viária federal transferidos aos Estados; e a MP 712, que define ações no combate à dengue.
O que acontece no mundo corporativo
Batalha aérea - A Embraer pode recorrer à Organização Mundial do Comércio contra subsídios canadenses concedidos à rival Bombardier, afirmou um executivo sênior da fabricante brasileira de aeronaves nesta segunda-feira.
Aos negócios - A Oi informou que seu conselho de administração iniciou negociações sobre dívidas financeiras da companhia. Para isso, a empresa terá reuniões nessa semana em Nova York com Moelis & Company, que assessora um comitê formado por um grupo de detentores de títulos de dívida da Oi e das subsidiárias Portugal Telecom International Finance e Oi Brasil Holdings.
Tudo como dantes - A Justiça de Minas Gerais decidiu revogar decisão da semana passada que tinha suspendido a eleição de conselheiros indicados pela CSN para o conselho de administração da Usiminas. Segundo decisão da juíza Patrícia Santos Firmo, a eleição dos conselheiros Ricardo Antônio Weiss e Gesner José Oliveira Filho está mantida, bem como dos membros do conselho fiscal da Usiminas também indicados pela rival.
Sem sinal verde - O novo ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho (PV-MA), visitou Mariana (MG), onde uma barragem da mineradora Samarco se rompeu no ano passado, e afirmou que não apoiará o retorno das atividades da empresa enquanto não houver certeza de que a tragédia se encerrou.
Dividendos – A MRV pagará, em 15 de junho, R$ 156 milhões entre dividendos mínimos obrigatórios e extraordinários. O montante a que cada acionista terá direito se baseará em sua posição nesta segunda-feira (16).

Fora – Luiz Otávio Pessoa da Silva renunciou ao cargo de diretor financeiro da Tegma Gestão Logística. O executivo permanecerá na empresa até 31 de maio para colaborar com a transição para seu substituto, Ramón Peréz Arias Filho.
(Fonte:
Espresso Financista)

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Michel Temer é o novo Presidente!

A marca do novo governo: ORDEM E PROGRESSO!

***

Presidente da Câmara em exercício anula sessão que aprovou autorização para abertura do processo de impeachment de Dilma. Depois voltou atrás! 

Waldir Maranhão, deputado que substituiu Cunha na presidência da Câmara dos Deputados com o afastamento do presidente pelo STF, pregou uma peça nos seus colegas. Maranhão, sem consultar a mesa ou o plenário, revogou por conta de uma conversa com Cardozo, da AGU, a sessão em que foi aprovado o impeachment da presidente Dilma.  Menos de 24 horas depois da confusão que causou, repudiado,
revogou seu ato! E pode ser expulso!


Segundo Maranhão, os partidos não poderiam ter orientado a votação; os deputados não poderiam ter anunciado seus votos previamente; e a defesa da presidente não poderia ter deixado de falar por último.

O Presidente em exercício da Câmara, deputado Waldir Maranhão, do PP-MA, anulou na segunda-feira, dia 9, a sessão que admitiu o processo de impeachment na Casa, no dia 17 de abril. 
O deputado atendeu a um pedido da AGU-Advocacia-Geral da União, apresentado pelo ministro José Eduardo Cardozo, e convocou uma nova sessão que deve acontecer daqui a cinco sessões. O Presidente em exercício acolheu pedido da AGU, que aguardava respostas há dias. 

Cunha podia ter resolvido. Não o fez. Coube a ele", postou no Twitter o deputado Rubens Pereira Jr., vice-líder do PCdoB. Entre os pontos alegados pela AGU estão o de que na votação de impeachment não cabe antecipar votos e nem orientação de bancadas.

Voltando atrás
No dia seguinte, menos de 24 horas depois da sua medida antipática e fora da realidade, Maranhão, em nota à imprensa, anulou a anulação dele mesmo...
Com isso arranjou para si uma série de negativas: pode ser expulso do partido, pode perder o cargo e até o mandato de deputado

Temer é o presidente da República



Depois de muitas especulações, muita conversa jogada fora, tentativas de retardar 
o andamento do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, finalmente os senadores da República terminaram com a agonia que contaminava o povo de um modo geral. Dilma está afastada do cargo de presidente do Brasil por 180 dias e pode não mais retornar ao cargo ao final desse período,quando será conhecido o veredito sobre o seu caso.


Os senadores do PT, partido da presidente, principalmente

Senadores Humberto Costa, Lindiberg Faria, e Gleisi Hoffman

  Humberto Costa, Lindiberg Faria, e Gleisi Hoffman, fizeram o máximo para atrasar os trabalhos no senado, tentando com interrupções consecutivas o andamento do que estava na ordem do dia que era o debate sobre o impedimento da presidente. Foram, por diversas vezes avertidos de que o rito que se seguia era o normal e que todos os recursos e alegações já haviam sido feitos e mostrados os resultados, não cabendo mais
nenhum recurso sobre o assunto.

Senadora Ana Amélia
Finalmente, após mais de hora e meia de interrupção, foi iniciada de fato a sessão, às 11h35m com a palavra inicial da primeira oradora inscrita, senadora Ana Amélia que expôs seu ponto de vista sobre o que está acontecendo e detalhando o que estava sendo julgado que é o crime de responsabilidade praticado pela presidente. A ela seguiram-se outros senadores, quase todos inflamados nas suas conjecturas, principalmente os defensores de Dilma. Houve um intervalo e a volta da sessão foi fora do programado, já mais de 13 horas.
Na segunda parte da sessão continuaram os debates com cada senador tendo 15 minutos para falar. Não foi muito diferente da parte da manhã e os senadores detalharam, de cada lado, as suas razões pelo sim ou pelo não, que durou toda a madrugada. 
A votação terminou por volta das 06h30m de quinta-feira, dia 12 de maio de 2016, com vitória para o impeachment por 55 votos a favor e 22 votos contra, com uma abstenção e sem o voto do presidente.
Eram 10h59m desta quinta-feira, quando o senador Vicentinho Alves (PR-TO), primeiro secretário do Senado, entregou à presidente Dilma Rousseff a notificação de afastamento.(Claudio Vianei)


======
Dilma exonera ministros do seu governo
Decretos foram assinados um dia antes da decisão
do afastamento da presidente da República

O "Diário Oficial da União" publicou na manhã da quinta-feira, dia 12 de maio de 2016, a exoneração de 27 ministros do governo Dilma Rousseff.
Ministro José Eduardo Cardozo
Um dia antes de ser afastada do cargo, em votação realizada pelo plenário do Senado, Dilma Rousseff assinou os decretos com as exonerações. A presidente exonerou os ministros de 27 das 32 pastas do governo, incluindo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi exonerado do cargo de ministro da Casa Civil, mesmo sem nunca ter tomado posse.
O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, o ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, e a ministra da Agricultura, Kátia Abreu estão entre os ministros exonerados.

Ricardo Leyser, ministro interino dos Esportes, foi exonerado, o que foi uma surpresa, pois, na quarta-feira, dia 11, o ex-ministro Jaques Wagner, da Chefia de Gabinete da Presidência, havia informado que Leyser ficaria no cargo porque é um técnico, que também acumula a secretaria-executiva e tem a responsabilidade de coordenar, pelo governo federal, a organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Como era esperado, o presidente do Banco Central, Alexandre Tombini, que tem status de ministro, não foi exonerado. O argumento é que a saída de Tombini deixaria o banco sem comando, e o vice-presidente Michel Temer não teria como reconduzi-lo automaticamente.
O nome de presidente do BC é uma escolha do presidente da República, mas precisa ser aprovado pelo Senado para tomar posse. Ou seja, se Tombini saísse com todos os demais ministros de Dilma, o BC ficaria sem seu cabeça, sem comando.


Aqui os ministros exonerados dos seus cargos por Dilma Rousseff:

- José Aldo Rebelo Figueiredo, do cargo de ministro da Defesa; Aloizio Mercadante Oliva do cargo de ministro da Educação; Nélson Henrique Barbosa Filho, do cargo de ministro da Fazenda; Josélio de Andrade Moura, da interinidade no cargo de ministro da Integração Nacional; Eugênio José Guilherme de Aragão, do cargo de ministro da Justiça; Inês da Silva Magalhães, do cargo de ministra das Cidades; André Peixoto Figueiredo Lima, do cargo de ministro das Comunicações; Nilma Lino Gomes, do cargo de ministra das Mulheres, da Igualdade Racial, da Juventude e dos Direitos Humanos; Mauro Luiz Lecker Vieira, do cargo de ministro das Relações Exteriores; Marco Antônio Martins Almeida, do cargo de ministro de Minas e Energia; Patrus Ananias de Sousa, do cargo de ministro do Desenvolvimento Agrário; Tereza Helena Gabrielli Barreto Campello, do cargo de ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome; Ricardo Leyser Gonçalves, da interinidade no cargo de ministro do Esporte; Izabella Mônica Vieira Teixeira, do cargo de ministra do Meio Ambiente; Valdir Moysés Simão, do cargo de ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão; Miguel Soldatelli Rosseto, do cargo de ministro do Trabalho e Previdência Social; Alessandro Golombiewski, Teixeira do cargo de ministro do Turismo; Antônio Carlos Rodrigues, do cargo de ministro dos Transportes. (Agência Brasil)



Fechamento de estradas pelo país
Logo após a divulgação da aprovação pelo senado do afastamento da presidente, estradas por todo o Brasil foram fechadas por simpatizantes do PT, Dila e Lula, numa ação combinada através de comunicado feito pela internet para todas as facções da CUT, MTS, MTST, MST e outros ditos ''movimentos sociais"  mantidos pelo governo petista,
Foram fechadas várias rodovias e em nossa região a BR-116, foi fechada em Realeza, distrito de Manhuaçu e só foi liberada com a ação da PM que afastou os manifestantes. 

Manifestantes bloquearam a BR 116 em Realeza (Fotos Portal Caparaó)


Humor!
Como não podia deixar de ser os chargistas se fartaram de situações engraçadas e críticas ao governo de Dilma e, ao mesmo tempo, criticar seu padrinho, o ex-presidente Lula...
Veja algumas dessas críticas bem humoradas...




O responsável pelo bom andamento do processo
contra Dilma até o final. Mas, quem é ele?

A marca do novo governo: ORDEM E PROGRESSO

Mas, quem é Michel Temer?
Segue uma parte da história política de
Michel Temer, o novo presidente do Brasil.

Michel Temer e esposa
1. Temer é descendente de libaneses.
O agora presidente do Brasil, Michel Temer, nasceu na zona rural de Tietê,
em São Paulo.
2. Quando cursava o colegial, Temer ficou em recuperação em química e física
3. Ele se mudou para São Paulo aos 16 anos, onde terminou o colegial em um curso com ênfase em letras e ciências humanas
4. Depois disso, Temer cursou Direito na USP
5. Ele ingressou na vida “política” ao fazer parte do Centro Acadêmico (CA) de seu curso universitário
6. Em 1962, Michel Temer focou nos estudos e não tomou partido quando o golpe militar depôs o presidente João Goulart dois anos depois
7. Ele passou a atuar como advogado e professor de Direito na PUC-SP
8. Em 1982, lançou um livro usado até hoje nas universidades: “Elementos de Direito Constitucional”, que já vendeu 240 mil cópias
9. Ainda em 1982, Michel Temer assumiu seu primeiro cargo público: o de Procurador-Geral do Estado de São Paulo
10. O segundo cargo veio meses depois, ao assumir a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP)

11. Sua primeira eleição foi em 1986, para o cargo de deputado federal, na qual recebeu 43 mil votos
12. No cargo, ele votou contra projetos como a reforma agrária e a redução da idade mínima para votar
13. Michel Temer ajudou a regularizar o juizado das pequenas causas
14. Na segunda eleição, em 1990, também a deputado federal, recebeu 30 mil votos
15. Assumiu de novo a SSP-SP em 1992, apenas uma semana após o massacre de presos no Carandiru

16. Continuou como deputado federal nas 3 eleições seguintes: 1994, 1998 e 2002
17. Durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, em 1997, Temer foi eleito presidente da Câmara dos Deputados
18. Em uma das raras discussões públicas, Temer foi chamado de “mordomo de filme de terror” por Antônio Carlos Magalhães
19. Em 2001, Michel Temer virou presidente do seu partido, o PMDB, que é o maior do Brasil
20. Na primeira eleição que coroou Lula presidente, Michel Temer fazia oposição

21. Temer só se aproximou do governo Lula em 2006, após o escândalo do mensalão, que negociava ilegalmente votos no Congresso
22. Ainda em 2009, Michel Temer foi citado na Operação Castelo de Areia
23. Recentemente, o nome de Temer foi citado pelo senador Delcídio do Amaral (ex-PT) na Operação Lava Jato
24. Em 2010, foi chamado pelo PT para ser vice na campanha de Dilma Rousseff
25. Na maior parte do tempo que esteve como vice de Dilma, manteve-se discreto e apagado

26. Paralelamente a tudo isso, Michel Temer é integrante da maçonaria
27. Em 2013, Temer articulou a eleição de Eduardo Cunha (PMDB) para a presidência da Câmara dos Deputados, que acabou no colo de Henrique Eduardo Alves, do mesmo partido
28. Nesse mesmo ano, o então vice-presidente disse que uma Assembleia Constituinte exclusiva para uma reforma política era algo inviável
29. A afinidade entre ambos se manteve corroída até 2014, quando novamente formaram uma aliança que venceu a disputa presidencial do Brasil
30. A relação voltou a se desgastar quando a ideia do impeachment de Dilma Rousseff começou a ganhar força...    (Fonte: site Mega Curioso)

quinta-feira, 12 de maio de 2016

PT decide incendiar o país!


EXCLUSIVO: O PT QUER UM CADÁVER!

É PRECISO QUE NOSSAS AUTORIDADES
CONSTITUÍDAS ATUEM DE FORMA FIRME!
O DOCUMENTO QUE MOSTRA COMO AGEM OS 

MEMBROS DAS TAIS FORÇAS SOCIAIS DE LULA

No documento que segue uma mostra do como são organizados nos seus movimentos chamados de ''sociais'' e como atuam nas suas manobras interditando estradas, invadindo propriedades particulares, agredindo pessoas e entidades...
Acompanhe a leitura e veja o que já foi por eles realizado com relação ao que foi dito acima, lembrando que o texto não é nosso, apenas o estamos repassando, atendendo pedido dos autores para que todos tomem conhecimento e se previnam caso uma dessas ações programadas por esse bando aconteça na sua região...
Leia o documento que conseguimos
com exclusividade da chamada
"Frente Brasil Popular"
:



"São Paulo, 6 de Maio de 2016
Circular 17_2016_Orientações frente ao Golpe



Prezados companheiros e companheiras,
Estamos enviando essa síntese, para ser debatida e encaminhada em todas as instancias
estaduais, nos coletivos dos movimentos e comitês de base.

O Coletivo Nacional reunido em São Paulo, no dia 6 de Maio de 2016, aprofundou o debate sobre as orientações das prioridades de ação da Frente Brasil Popular para os próximos dias em que será votada a admissibilidade do processo de Impeachment, bem como sobre o que os movimentos populares devem fazer no cenário de consumação do Golpe. Segue abaixo as orientações políticas gerais, e as linhas de ação para os estados divididas em diferentes momentos. Esse debate complementa as deliberações políticas anteriores, que são mais gerais: 
1. Orientações Políticas Gerais:
a) Fortalecer o pedido da anulação do processo de Impeachment, em função do afastamento de Cunha, efetivado no dia 5 de Maio.
b) As organizações da FBP não devem reconhecer o Governo Temer, desde o momento de sua instituição. Devemos considerá-lo usurpador e ilegítimo.
c) No cenário de consumação do Golpe a palavra de ordem que assumiremos em todo pais, de forma unitária, sem prejudicar iniciativas locais e de cada movimento é: “Não ao Golpe, Fora Temer!”.

2. O que devemos fazer até o dia 12 de Maio (data do afastamento temporário da Presidenta):
a) Intensificar a preparação para do Dia Nacional de Paralisação e Mobilização a ser realizado dia 10 de Maio em todo país, por deliberação das centrais sindicais e assumido pelas frentes BRASIL POPULAR e Povo sem medo.
b) Promover escrachos contra Temer e Cunha, contra todos os deputados e senadores golpistas.
c) Promover ações de convencimento dos Senadores indecisos.
d) Colocar outdoors denunciando o golpe e os golpistas, onde for possível.
e) Pressionar o Governo para que retire todos os processos de privatização em curso que retire os artigos referentes à limitação da folha pagamento no PLP 257, e que crie a Politica Nacional dos Atingidos por Barragens.
f) Sugerir a FBP-SP que realize um ato no Tuca, entre os dias 9 e 11 de maio, envolvendo amplos setores da sociedade.
g) Motivar ações no exterior no maior número de embaixadas no dia 10 de Maio.
h) Sugerir aos Senadores que façam uma agitação de denúncia durante a votação.
i) Realizar uma concentração dos militantes em frente ao Senado no dia 11 de Maio às 17h.
j) As organizações nacionais deverão indicar uma pessoa da área de comunicação por entidade para compor a Central de Mídia da FBP e assim intensificarmos nos próximos dias, a articulação de difusão de noticias em todos os meios possíveis.

3. O que devemos fazer nos dias 11 e 12 de Maio (votação e possível afastamento da presidenta) em Brasília:
a) Realizar uma vigília, concentrando a militância dos estados no Ginásio Nilson Nelson entre o dia 11 e 12 de maio.
b) Construir uma grande mobilização no dia 12 de Maio em frente ao Planalto para recepcionar a Presidenta. Deveremos garantir a presença de no mínimo 15 mil militantes, os quais já foram distribuídos em quotas mínimas por movimento e setores.
c) Organizar um ato simbólico na descida da rampa, em que a Presidenta seja acompanhada por representações do povo brasileiro, em especial as mulheres. E também artistas, intelectuais, governadores e prefeitos.
d) Depois da descida, seguiremos em caminhada, com a participação da Presidenta do Palácio do Planalto ate o palácio da alvorada, que dista 5 km. Vamos caminhar em filas, cada setor social, compondo seu pelotão, levando símbolos da classe trabalhadora e as bandeiras.
Atenção: as entidades da Secretaria e representações em Brasília vão realizar uma reunião da Secretaria Operativa da FBP na CUT DF dia 9 de Maio às 14hs, para tratar dos detalhes das atividades do dia 12 de Maio.

4. O que devemos fazer após o dia 12 de Maio:
a) Manter ações permanentes de Agitação e propagandas, em especial nas capitais, durante todo período que deve ir do daí 12 de maio, até possivelmente 10 de setembro.
b) Promover a realização de atos político-culturais, nas capitais e grandes cidades, para seguir fazendo agitação contra o Golpe e contra o governo ilegítimo de Temer/Cunha.
c) Intensificar a luta dos trabalhadores contra qualquer medida do governo ilegítimo que ataque os direitos do povo.
d) Debater nos estados a possibilidade de realizar uma jornada nacional de lutas, dia 10 de junho, em protesto pelo primeiro mês de governo usurpador.
e) Debater a possibilidade de realização no período de uma verdadeira Greve Geral, com a paralisação da produção em todo pais.
f) Construir uma intensa agenda de atos políticos pelo país com a presença da Presidenta Dilma.
Cada estado deve enviar para a secretaria operativa nacional, propostas de datas e eventos, que gostariam de tê-la presente, para irmos montando a agenda de mobilização por todo pais.
g) Sugerir que a Presidenta Dilma tenha uma sistemática, de se dirigir ao povo e à nação de forma periódica, para explicar ao povo e combater as medidas ilegítimas do no governo Temer.
h) Articular para que a Presidenta Dilma componha um grupo de representantes da sociedade como seus assessores e funcionem como governo legitimo.
i) Articular para que a Presidenta Dilma conceda nos próximos dias uma coletiva de imprensa organizada pela FBP em conjunto com a imprensa alternativa com Dilma.
j) Articular uma coletiva de imprensa para os correspondentes internacionais, bem como entrevistas nesses veículos com figuras de peso que denunciem o Golpe.
k) Articular internacionalmente eventos que recepcionem a Presidenta Dilma no exterior. As agendas internacionais que possam ser importantes para encaixar nesse itinerário deverão.  Depois da descida, seguiremos em caminhada, com a participação da Presidenta do Palácio do Planalto ate o palácio da alvorada, que dista 5 km. Vamos caminhar em filas, cada setor social, compondo seu pelotão, levando símbolos da classe trabalhadora e as bandeiras.
Atenção: as entidades da Secretaria e representações em Brasília vão realizar uma reunião da Secretaria Operativa da FBP na CUT DF dia 9 de Maio às 14hs, para tratar dos detalhes das atividades do dia 12 de Maio.

4. O que devemos fazer após o dia 12 de Maio:
a) Manter ações permanentes de Agitação e propagandas, em especial nas capitais, durante todo período que deve ir do daí 12 de maio, até possivelmente 10 de setembro.
b) Promover a realização de atos político-culturais, nas capitais e grandes cidades, para seguir fazendo agitação contra o Golpe e contra o governo ilegítimo de Temer/Cunha.
c) Intensificar a luta dos trabalhadores contra qualquer medida do governo ilegítimo que ataque os direitos do povo.
d) Debater nos estados a possibilidade de realizar uma jornada nacional de lutas, dia 10 de junho, em protesto pelo primeiro mês de governo usurpador.
e) Debater a possibilidade de realização no período de uma verdadeira Greve Geral, com a paralisação da produção em todo pais.
f) Construir uma intensa agenda de atos políticos pelo país com a presença da Presidenta Dilma.
Cada estado deve enviar para a secretaria operativa nacional, propostas de datas e eventos, que gostariam de tê-la presente, para irmos montando a agenda de mobilização por todo pais.
g) Sugerir que a Presidenta Dilma tenha uma sistemática, de se dirigir ao povo e à nação de forma periódica, para explicar ao povo e combater as medidas ilegítimas do no governo Temer.
h) Articular para que a Presidenta Dilma componha um grupo de representantes da sociedade como seus assessores e funcionem como governo legitimo.
i) Articular para que a Presidenta Dilma conceda nos próximos dias uma coletiva de imprensa organizada pela FBP em conjunto com a imprensa alternativa com Dilma.
j) Articular uma coletiva de imprensa para os correspondentes internacionais, bem como entrevistas nesses veículos com figuras de peso que denunciem o Golpe.
k) Articular internacionalmente eventos que recepcionem a Presidenta Dilma no exterior. As agendas internacionais que possam ser importantes para encaixar nesse itinerário deverão ser comunicadas aos e-mails: internacional@fpabramo.org.br e secretaria@frentebrasilpopular.com.br
l) Promover uma “Mesa de diálogo” entre os vários setores da sociedade brasileira, que se pronunciaram contra o Golpe para se realizar em Brasília entre os dia 23 ou 24 de Maio.

5. Orientações organizativas da Frente Brasil Popular
a) A FBP deve se assumir como um espaço político de construção estratégica, defendendo não só a democracia e o mandato da presidenta Dilma, mas organizar a resistência contra o programa neoliberal que vem ai, do governo ilegítimo de Temer/Cunha, e organizar o povo para a disputa de um projeto popular no médio e longo prazo.
b) Devemos tomar iniciativas para melhorar nossa organização e articulação com todos os militantes populares, como Frente Brasil Popular, para tanto, propõe-se:
c) Os coletivos estaduais deverão organizar o maior número possível de comitês populares de base da Frente, em Universidade, bairros, local de trabalho, etc. dando-lhes autonomia de ação e iniciativas. (Nos próximos dias a secretaria enviará uma Cartilha da FBP, com orientações para a constituição dos Comitês Populares de Base)
d) Os coletivos estaduais da FBP devem promover plenárias estaduais de militantes, entre os meses de Maio e Junho.
e) Devemos nos preparar para a realização da II Conferência Nacional da Frente Brasil Popular no final de julho (a FBP-RJ já se propôs a sediar).
f) Podemos também promover nos próximos meses conferencias temáticas organizadoras de setores sociais.
g) As entidades/movimentos da Secretaria Operativa devem formular uma proposta de metodologia desse processo organizativo, que vá desde os comitês locais, as plenárias estaduais e a Conferência Nacional para apresentar na próxima reunião. 
6. Revisão dos encaminhamentos da última reunião
a) Carta ao Povo brasileiro: proposta de alterar seu sentido e ser agora mais programático e como parte do processo das plenárias e Conferência nacional. Breno vai elaborar uma proposta de metodologia de construção do documento.
b) Articulações internacionais: Será enviada uma circular especial com as varias propostas de iniciativas internacionais para que cada movimento e entidade, se conecte e sensibilize seus parceiros no exterior.
c) Nota pública: Foi elaborada uma nota publica da Frente, para expor sua posição na conjuntura atual.

PEDIMOS QUE TODOS OS COLETIVOS E DIRIGENTES DISTRIBUAM ESSA CIRCULAR AOS MILITANTES E DEBATAM NAS REDES"


====================================

É assim que atuam os tais ''movimentos sociais" sob o comando de Lula e seus asseclas, causando confusão, desordem  e anarquia...
Infernizando a vida de todos os brasileiros que tem necessidade de ir e vir, que é um direito de todos os cidadãos, assim como direito à sua propriedade, coisa que não estão respeitando!
***
===