Acompanhe o JB por e-mail

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Eu sou contra o auxilio reclusão!

Eu sou contra o auxilio reclusão!


Sabem por que? Porque sempre os direitos humanos só se lembram de um lado, o dos criminosos. O outro, o das vítimas, não merece ser lembrado, não merece respeito? O preso só tem direitos, mas quando chega na hora dos deveres vem os direitos humanos e facilitam tudo para eles
.
Ninguém vira bandido de um dia para outro, portanto dizer que a pessoa é o arrimo da família não conhece as estatísticas de que em 70% das famílias, as mulheres são o arrimo da família.
Por que então esse pessoal não vai trabalhar, gente?. O negócio é tão bom que o governo acha que o bolsa família é emprego, mas não é... Será que só ele não percebeu?

Sou contra o bolsa família do jeito que ele é: por não dar obrigações a quem dele se serve, passou a ser meio de vida para pessoas que usam e abusam do nosso dinheiro... Na minha opinião acho a ideia em si boa, mas há vários ''poréns" a serem levados em consideração. Deveria ser usado esse recurso do governo apenas para pessoas comprovadamente estejam desempregadas e por tempo limitado, ou seja, até que a pessoa estivesse em outro emprego, mas o benefício não poderia ultrapassar seis meses. Outro caso: deveria servir de uma ajuda para quem ganha pouco e não para que vive dela (grande parte dos beneficiados é assim), se dentro dos 180 dias a pessoa não conseguisse o emprego

Trabalhar, que é bom, ninguém quer e muito menos o governo, ao não investir no país...
Basta vermos a quantas andam a economia por aqui. Empregados sendo demitidos, fábricas e comércio fechando as portas por falta de investimentos. Só no estado de São Paulo foram demitidos mais de 51 mil funcionários (dados da fiesp e ciesp) e mais de 11 milhões estão desempregados no país. Imaginem no Brasil todo, onde esses funcionários demitidos vão trabalhar se o governo não investe?

Em 2015 vimos muitas empresas demitir em massa muitos funcionários, usinas, fábricas  e mesmo o comércio estão na mesma situação... Grandes empresas estão cerrando suas portas pela alta da inflação, falta de consumidores e a grande carga de tributos impostos pelo governo a todos nós. E em 2016 não está sendo diferente.

Agora, qual a coerência que existe um homem que trabalha para sustentar uma família ganhar o salário mínimo que é mínimo mesmo e o auxilio reclusão ser maior? Não tem! Isso é, no mínimo, achar que quem trabalha não tem valor algum. Por que o preso não pode trabalhar? Já pagamos, por cada preso, uma fábula, em torno de R$2 mil e nos vem o governo, agora, com mais quase R$ 1 mil por cada presidiário? Desculpem, mas algo está muito errado.

E o trabalhador honesto, onde está qualificado nessa distribuição? Sim, porque somos obrigados a contribuir com o INSS por 35 anos e no final recebemos só metade do salário que contribuímos (e a outra metade desaparece) e temos o quê do governo?

A Saúde está igual um lixo, a segurança, idem, a educação, hoje a pior de todos os tempos! Então, quando vão começar a olhar por nós?  Porque os políticos, por exemplo, não começam a pagar seus gastos como a agua, luz, telefone, gás, passagens de avião, gasolina, com o próprio salário e não jogar nas costas do povo pra pagar, como faz por exemplo, o político americano, onde o próprio presidente paga seu cachorro quente que pedir? Verdade! Barack Obama e família, se quiser fazer um lanche, comer um cachorro quente ou almoçar em restaurante, a despesa sai do seu bolso e não do contribuinte!

Aqui a presidente afastada do mandato, pelo Congresso, por acusações de vários crimes, ganha R$ 30 mil por mês, tem à sua disposição um palácio para morar, seguranças pessoais, avião da FAB para viajar pelo país, alimentação, uma assessoria pessoal, com tudo pago por nós, pagadores de impostos, para eles viverem do bom e do melhor. Uma vergonha para nós brasileiros!

Uma pergunta para os nossos políticos: por que o governo não começa a pagar os próprios gastos com os tais cartões corporativos, que são aqueles gastos altíssimos que nem sabemos com o que, mas que somos nós que pagamos? Mas isso ninguém mexe. Por que ministros, juízes e políticos não abaixam seus salários ou aumentam de acordo com os dos aposentados?   Você, que me lê, pode imaginar eles fazerem isso... Não farão! São eles aumentam os próprios salários o quanto querem, mas quando chega na hora de aumentar o do trabalhador, o povo que rala, que somos nós, o povo, que pague todas as contas, enrolam para dar um aumento de R$ 80, uma mixaria! Ao meu ver, está na hora de mudar isso.

Infelizmente a gente não tem uma ideia sobre como mudar. A cada dia que passa surge uma nova safadeza dos políticos que foram eleitos para nos representar e a justiça não coloca esses caras na cadeia! Todos os dias uma nova denúncia, uma nova gravação, um novo criminoso na área, um novo comentário malicioso contra quem está tentando colocar as coisas nos eixos. Isso sem falar nas ameaças de morte contra essas pessoas.

Vivemos hoje em um país que tinha tudo para estar igualado aos melohores do mundo e estamos, por culpa dos governantes, servindo de chacota em países outros por aí. Em Israel, nos EUA, na França e até em Portugal o Brasil virou piada. Programas de TV deitam e rolam em cima das besteiras ditas pela ex presidente; o ex-presidente Lula é outra figura constante nos programas humorísticos lá fora. Aqui nem é preciso dizer, né?

Estamos em um governo provisório, querendo ser efetivo, mas, a cada dia que passa o que vem na mente de todos nós é que isso está ficando difícil pois o político brasileiro se acostumou a "trocas" (me dá isso que eu te dou o voto, me dá um ministério e voto no seu projeto, e por aí vai), o que é uma baita sacanagem que fazem com o povo que os elegeu.

Mas, vamos torcer para que as coisas mudem para melhor e que o emprego volte a ser oferecido aos trabalhadores, que são quem deveria ser valorizaado nesse país. Rico de pessoas boas e pobre de pessoas que nos representam.

Você quer um país honesto?
Seja honesto você também!

(Claudio Vianei)

Nenhum comentário:

Postar um comentário